"A minha Pátria é a Língua Portuguesa"

Coisas que digo sem pensar, para ter vontade de pensar!

Mais uma vez venho atirar ao ar a espuma de um pensamento!

Muitas leituras desta frase tinha eu feito no dia mágico em que dei de caras com o sentir do poeta.

Deixam-me contar!

Por motivos profissionais, vou muitas vezes para fora do conforto da minha casa, da minha família, do meu país, da minha língua.

Uma dessas vezes tive de me deslocar a Darmstadt (Alemanha) para participar num curso.

No primeiro dia, lá estava eu, uma estranha no meio de estranhos, todos de diversos países, sorrindo e saudando como mandam as regras e eu gosto de fazer.

Como também se tornou já comúm, no início do curso todos nos apresentámos, começando pela formadora, uma senhora brasileira que residia na Grã-Bretanha.

Quando chegou a minha vez, "Maria", a "Vivianne" soltou um

"Ai que enorme surpresa! Alguém que fala a minha lingua! Que saudades!"

e bastou: senti de imediato uma irmandade impensável.

Tenho a certeza que António Damásio sabe explicar porque razão tal aconteceu. Eu só quero dizer-vos que de verdade a língua, a linguagem é qualquer coisa que nos condiciona como entidade, com caráter de unicidade, mas também de partilha de inconfessáveis emoções.

Por agora basta-me.

Desafio-vos a ir mais longe! 

(Quem sabe até a ler Damásio!)

Por mim, foi uma das poucas vezes em que senti que ser portuguesa, é qualquer coisa que identifico!

Viva a Língua Portuguesa!


Lilly pond

2 Blog posts

Comments